Uma patente registrada pela Microsoft pode ter revelado uma solução bastante interessante para um dos maiores problemas envolvendo dispositivos com telas dobráveis: como permitir que as metades do display mantenham-se sempre unidas para dar a impressão de uma única tela sem separações.

De acordo com o site WinCentral, o sistema consiste na utilização de duas telas ligadas por uma dobradiça especial de torque ou fricção, usando dois cabos de alta tensão para manter ambas unidas. Como você pode conferir pelos exemplos abaixo, a movimentação das telas resultaria na tão cobiçada transição suave entre os displays.

Patente de Dobradiças

As vantagens que isso pode trazer para o uso do aparelho vão além de apenas criar um conjunto de telas que parece melhor conectado. O mecanismo proposto pela Microsoft também conseguiria ser dobrado e desdobrado de maneira mais fluida do que na maioria das dobradiças comuns, ao mesmo tempo em que pode permanecer parado em qualquer ângulo.

Sim, telas dobráveis são o futuro

Vale notar, por fim, que a patente também ressalta a importância e eficiência que tecnologias como essa podem nos oferecer. Nela, a Microsoft explica que a demanda por maiores tamanhos de tela continua aumentando. O público, porém, não quer que isso venha ao preço de aparelhos maiores do que seria possível utilizar confortavelmente na mão ou guardar nos bolsos. Dessa maneira, oferecer telas que podem aumentar de tamanho com a necessidade seria a única opção viável.

Se isso vai realmente ser utilizado pela empresa em seus futuros aparelhos? Infelizmente não sabemos. Mas vamos torcer que sim, já que o conceito dessa patente é bastante promissor.