O projeto de realidade aumentada (ou augmented reality — AR) Magic Leap vem atraindo muito interesse desde sua criação, em 2010, seja pela participação da Google — que aproveita o que sobrou do Google Glass — ou pela boa quantidade de empresas interessadas em criar conteúdo para a plataforma. Agora, a startup finalmente dá as caras e mostra seus recursos iniciais.

Novidade tem previsão de chegada no mercado em 2018

O grande diferencial com relação às tentativas anteriores é a evolução da  AR ao ponto em que ela pode coexistir com a realidade. É possível confundir objetos, pessoas e até cenários. Isso é resultado da evolução da geração de luz digital em diferentes profundidades — o que também permite o uso por períodos mais longos.

O Magic Leap possui sensores capazes de detectar a amplitude de superfícies, planos e itens, o que permite a reconstrução do que há ao seu redor para a interação virtual. Esse mapeamento oferece o que a empresa chama de “Objetos Persistentes”, ou seja, se você largar uma bola em um canto ou quebrar uma parede de mentira, eles vão permanecer no mesmo status até segunda ordem.

magic leap realidade aumentada

O áudio é espacial, com campo de 360 graus, e os gráficos prometem modelos 3D no patamar dos mais avançados shooters em primeira pessoa atuais. A interface inclui várias tipos de entradas, como comandos por voz, gestos, pose da cabeça e rastreamento ocular.

E o conteúdo? A empresa ainda não divulgou nada especial, mas adiantou que deve abrir o “Portal de Criadores” no início de 2018 e vem incentivando desenvolvedores a criar aplicativos para várias frentes, não somente para o entretenimento com também para serviços.

Pacote básico vem com três gadgets

O conjunto Magic Leap One — Creator Edition vem com três dispositivos pequenos, parecidos com o que já utilizamos por aí. O primeiro, e principal, é o headset Lightwear, que promete ser leve e preciso no mapeamento do ambiente.

magic leap

O segundo é o Lightpack, uma unidade de carga e processamento, que deve garantir a energia e a geração dos recursos para o conjunto.

magic leap

E o terceiro é o Control, o controle para navegação, que, integrado aos comandos vocais, gestuais e o rastreamento dos olhos e da pose da cabeça, deve oferecer uma ampla gama de possibilidades.

magic leap

Infelizmente, nenhuma especificação técnica foi fornecida. O lançamento está previsto para 2018 — sem período especificado — e os interessados podem entrar na fila com o preenchimento de um formulário disponível no próprio site.

Cupons de desconto TecMundo: