Qualcomm apresentou ontem (06) seu novo chipset mobile top de linha durante seu Tech Summit no Havaí, mas, em poder de processamento bruto, o Snapdragon 845 não é exatamente um grande salto de desempenho na comparação com o atual Snapdragon 835 com o A11 Bionic da Apple. Mas então quais serão as reais vantagens da nova geração de smartphones premium em comparação com o que temo hoje?

O que a Qualcomm fez foi basicamente focar no desenvolvimento de novos recursos para tornar o 845 mais apelativo que o 835. Dessa forma, a empresa estará entregando melhorias em segmentos específicos que podem acabar se tornando tendências em 2018 caso as fabricantes de celular aproveitem o que o Snapdragon 845 pretende trazer.

Câmeras ainda mais poderosas

A captura de vídeo em smartphones Android pode ficar com um aspecto cinematográfico em 2018

Se você achou as câmeras do Google Pixel 2 e do HTC U11+ impressionantes, os sucessores desses aparelhos podem ser ainda melhores nesse segmento. A captura de vídeo em smartphones Android pode ficar com um aspecto cinematográfico em 2018 por conta das novidades do 845. Isso porque eles poderão capturar clipes com resolução 4K combinando ao mesmo tempo a tecnologia HDR, para melhorar a qualidade das cores. Fora isso, essas imagens poderão ser feitas com 60 quadros por segundo, deixando os vídeos mais "suaves" e realistas.

Quem quiser fazer câmera lenta poderá se esbaldar: o Snapdragon 845 terá suporte para captura de vídeo em até 480 quadros por segundo em resolução HD (720p). Além disso, o chip oferece estabilização de imagem eletrônica com aceleração de hardware, o que deve melhorar tanto a captura de vídeos quanto de fotos noturnas.

pixel 2

Outra novidade curiosa seria o suporte aos Cinemagraphs, uma espécie de colagem de vídeos e fotos estáticas no mesmo arquivo.

Realidade virtual de alta qualidade

Fazer realidade virtual para smartphones tem sido um desafio para os desenvolvedores por conta das limitações no poder de processamento desses aparelhos, mesmo os mais caros. A Qualcomm afirma, entretanto, que o Snapdragon 845 vai aliviar essa situação dando poder computacional suficiente para que aplicações de VR possam renderizar ambientes virtuais interativos baseados nas dimensões do espaço real em que o usuário se encontra.

Dessa maneira, ele poderia se mover dentro desses ambientes em vez de ficar preso ao centro. A experiência seria parecida com a de óculos de realidade virtual profissionais, tais como o Oculus Rift. Haveria também suporte ao rastreamento de mãos para eliminar a necessidade de controles dedicados a VR em óculos como o Google Daydream View.

Internet 20% mais rápida

A Qualcomm afirma que o Snapdragon 845 e seu modem X20 trarão um aumento de 20% na velocidade da conexão 4G LTE de seus usuários, tanto em pico de velocidade quanto em velocidade média. Teoricamente, o modem é capaz de lidar com conexões de até 1,2 Gbps, mas isso simplesmente não existe no mundo real. A qualidade do WiFi também foi incrementada, o que deve fazer diferença especialmente em locais mais congestionados.

Trarão um aumento de 20% na velocidade da conexão 4G LTE de seus usuários

Esse chipset ainda permitirá que os smartphones se conectem com fones de ouvido de uma forma diferente. Atualmente, os celulares se comunicam diretamente via Bluetooth com apenas um dos lados dos fones de ouvido sem fio. O sinal então é repassado para o outro ouvido por meio de fios ou por uma conexão wireless secundária. O Snapdragon 845 com Bluetooth 5.0 permitirá que cada fone se comunique individualmente com o smartphone, o que deve gerar uma economia de até 50% na bateria desses acessórios.

No momento, entretanto, isso ainda não deve fazer muita diferença, pois ainda existem pouquíssimos fones Bluetooth 5.0 no mercado.

“Chip blindado” para segurança

Uma modificação muito bem-vinda no Snapdragon 845 é a forma como ele lida com dados sensíveis do usuário. O novo chipset foi desenvolvido com um chip “blindado”, criado para guardar e processar dados vindos dos sensores biométricos, por exemplo. Esse chip se chama “SPU” ou “Secure Processing Unit”, o qual conta com sua própria memória, microprocessador, gerador de números automático e decodificador de criptografia.

spu

Essa SPU é totalmente isolada do restante do chipset, e a Qualcomm afirma que, mesmo que o software e o hardware de um smartphone sejam comprometidos por hackers, as informações guardadas ali ainda estariam seguras e inacessíveis para terceiros.

Mais desempenho

Essa GPU ainda é 300% mais rápida para processar tarefas de inteligência artificial

Apesar de não haver um grande crescimento no desempenho da CPU, o 845 tem sim um desempenho superior ao do 835. A GPU Adreno 630, por exemplo, conseguiu uma melhoria de 30% no poder de processamento gráfico ao mesmo tempo que ficou 30% mais econômica energeticamente falando. Essa GPU ainda é 300% mais rápida para processar tarefas de inteligência artificial.

No geral, os núcleos de alto desempenho (quatro deles no Snapdragon 845) da CPU ficaram 25% mais rápidos, enquanto os desenvolvidos para economia de energia ficaram 15% mais poderosos. Nesse caso, as fabricantes devem escolher se resolvem entregar esses 15% a mais de poder de fogo ou se transformam isso em 15% a mais de autonomia de bateira. Seja como for, não espera-se que essas melhorias façam o Snapdragon 845 bater o A11 Bionic da Apple nos benchmarks.

snapdragon 845

Claro que tudo isso só se tornará realidade caso as fabricantes de smartphones aproveitem esses recursos do Snapdragon 845 em seus aparelhos. Por enquanto, não há como saber se elas pretendem suportar todas essas novidades em seus próximos modelos ou mesmo se elas conseguirão lidar com todos esses recursos tecnologicamente falando.

Cupons de desconto TecMundo: