Lançado em outubro, o Google Home Mini chegou para entrar na lista de gadgets que sonhamos em ter: ele faz todas as tarefas da versão mais parruda do assistente virtual — como realizar chamadas telefônicas, responder a perguntas simples, ler emails em voz alta etc. — e tem como trunfo o design mais enxuto, ocupando menos espaço no ambiente.

Mas toda essa eficiência está sendo questionada devido a alguns problemas relacionados à função de alto-falante do aparelho: segundo relatos encontrados no fórum de suporte do Google e na rede social Reddit, o aparelho dá “tilt” quando uma música é tocada no volume máximo. 

Defeito “seletivo”

O problema não ocorre em todas as músicas: de acordo com os comentários de usuários, a prova de fogo para testar se o produto comprado apresenta ou não esse defeito é ouvir "Royals" (da cantora Lorde) ou "Icon" (cantada por Jaden Smith) no volume máximo, o que, obviamente, já gerou piadas sobre uma possível "censura musical" do aparelho.

Nesse vídeo divulgado pelo Android Central, é possível perceber que o sistema reconheceu a ordem de tocar a música, mas ao começar a executá-la ele para na primeira estrofe, seguido de um silêncio que dura até o final da gravação. Os mesmos relatos informaram que o dispositivo funciona normalmente caso o volume esteja em um nível mediano; porém, se levarmos em consideração que, pelo tamanho, o alcance sonoro do Home Mini já fica mais limitado, a frustração permanece. 

Na correria 

Por meio do fórum de suporte, funcionários do Google já informaram que estão cientes da falha e pedindo que os usuários que relataram o problema enviem um formulário pelo aplicativo do Google Home alertando sobre o erro e relatando em qual situação ele aconteceu (volume, se havia música tocando, se carregador do Google Mini era o do próprio aparelho etc.) para que eles possam trabalhar em uma solução.

Sem previsão para desembarcar no Brasil, o Home Mini já está disponível em sete países (Estados Unidos, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Japão e Reino Unido) e vinha como forte candidato a integrar a lista de presentes de Natal por causa do preço (US$ 29).

Levando em consideração a proximidade da data e o desejo de não perder vendas para um produto rival — leia-se Echo Dot, da Amazon —, é bem provável que o bug seja corrigido já nos próximos dias.

Cupons de desconto TecMundo: