Microsoft está sendo processada por quebra de patente no desenvolvimento do HoloLens, seu dispositivo de realidade misturada. Quem está aplicando a ação é a empresa HoloTouch, que afirma que uma de suas patentes, de cerca de 10 anos atrás e relativa a recursos de imagem holográfica, está sendo quebrada pela gigante da tecnologia.

Já em 2013, a Microsoft patenteou o HoloLens ciente de que já havia algo parecido

A HoloTouch agora está tentando levar a Microsoft para os tribunais, mas não foram revelados os valores pedidos pela empresa no processo, sabe-se apenas que ela acusa a companhia fundada por Bill Gates de estar ciente de que estava infringindo uma patente. Tudo começou com a tentativa de uma parceria entre as duas companhias ainda em 2006, o que não deu muito certo.

Já em 2013, a Microsoft patenteou o HoloLens ciente de que já havia algo parecido, pois citou a patente da HoloTouch como “prior art”, algo comum nesses processos de registro e que indica informações já existente anteriormente e que possam ser relevantes para a originalidade do novo produto.

hololens

Sem conversa

A HoloTouch ainda tentou entrar em contato com a Microsoft mais duas vezes, nos anos de 2015 e 2016, mas não obteve sucesso. A ideia da empresa era discutir as licenças e o registro de patente que estaria sendo infringido, mas a falta de resposta da Microsoft a obrigou a levar a briga para os tribunais.

Parece que a questão ainda deve se prolongar bastante: a HoloTouch afirma que suas patentes valem também fora dos Estados Unidos, em países como Austrália, Canadá, Japão e no Reino Unido, além de haver também outras empresas usando a tecnologia que teriam inventado.

Cupons de desconto TecMundo: