O Brasil regulamentou o uso dos drones recentemente, mas a lei do bom senso nem sempre prevalece. Exemplo disso aconteceu ontem (12), em São Paulo, quando um drone ocasionou o fechamento do aeroporto de Congonhas durante 2 horas, prejudicando a rotina de funcionários e obrigando 34 voos a serem desviados.

O drone sobrevoou a linha de cabeceira de pouso de aeroporto entre 20h16 e 22h25 da noite de domingo. Hoje, aparentemente, a situação já foi normalizada, com oito atrasos e dois voos cancelados (uma situação normal para uma segunda-feira).

Até mesmo o fim do expediente no terminal foi adiado: as atividades normalmente são encerradas às 23h, contudo, em decorrência do atraso gerado pelo drone, elas acabaram somente por volta da 1h da madrugada de segunda-feira (13). Segundo a Folha de S. Paulo, a Gol informou que outros 15 voos seriam desviados, mas conseguiram pousar no terminal de Congonhas graças ao expediente prolongado em duas horas.

Vale lembrar que a Agência Nacional de Aviação Civil regulamentou o uso de drones no Brasil em maio deste ano. De acordo com as novas normas, a utilização indevida das peças podem resultado em processos nas esferas cível e penal. Apesar do transtorno, nem a Polícia Militar nem Polícia Federal ainda conseguiram identificar o responsável pela ação.

Cupons de desconto TecMundo: