Toda vez que um iPhone é lançado, o cofundador da Apple, Steve Wozniak, costuma ter a novidade em suas mãos. Mas, desta vez, a história deve ser diferente: pela primeira vez, ele afirmou não ter pressa para ter o iPhone X, que deve chegar às prateleiras norte-americanas na sexta-feira da próxima semana, dia 3 de novembro. E  um possível funcionamento inadequado do reconhecimento facial para desbloqueio do aparelho, o Face ID, seria uma das razões para isso.

"Prefiro esperar e acompanhar o lançamento. Estou feliz com o meu iPhone 8 — que é o mesmo que o iPhone 7 e o iPhone 6 para mim. Por algum motivo, o iPhone X será o primeiro que não faço a atualização no primeiro dia. Mas minha esposa vai, então estarei perto o suficiente para vê-lo”, disse Wozniak em uma conferência do programa Money 20/20.

Segundo a emissora, mesmo com as novidades que o dispositivo traz, Wozniak estaria receoso com relação ao Face ID, que, a seu ver, pode não estar nas condições ideais durante o lançamento. Para aumentar a expectativa, pesquisas revelam que muitos consumidores planejam comprar um iPhone nos próximos meses e as vendas do iPhone 8 representam fatia menor do que os das temporadas passadas.

Parte dos analistas acredita que isso se deva à espera pelo iPhone X e que as vendas da Maçã possam mesmo se dividir entre os aparelhos mais recentes. O fato deles serem disponibilizados em datas diferentes seria catalisador das maiores incertezas no mercado. Bem, as respostas sobre o desempenho só serão conhecidas mesmo a partir do próximo mês.

Cupons de desconto TecMundo: