A Zap&Go, uma startup focada no desenvolvimento de baterias para veículos elétricos, afirmou que seu projeto de bateria de nanocarbono pode chegar ao mercado em poucos ano. A diferença fundamental é que a composição do conjunto é o íon-carbono em vez do íon-lítio que é utilizado atualmente.

Os benefícios do composto é que ele possivelmente resultará em cargas mais rápidas, estáveis e uma duração maior – tudo isso, no entanto, ainda não está presente. “Hoje isso é uma tecnologia em desenvolvimento, então não é tão boa”, explica Setphen Voller, o CEO da Zap&Go. “Mas nosso plano é equiparar e ultrapassar o íon-lítio nos próximos anos”.

Enquanto os veículos com as baterias tradicionais conseguem fazer recargas parciais em até 30 minutos atualmente, o objetivo de Voller é que seu produto permita que o processo seja feito em apenas 5 minutos e de forma completa. Isso seria equivalente a uma parada no posto de combustível para reabastecer seu carro.

A Zap&Go, sediada na Universidade de Oxford, conseguiu levantar US$ 13 milhões em fundos, o que certamente deve ajudar a trazer a tecnologia para o mercado mais rápido. Ainda assim, a expectativa é que leve alguns anos até chegarmos lá.

Cupons de desconto TecMundo: