Um grupo de engenheiros japoneses da Omron ganhou recentemente um prêmio do Guinness por terem criado o “primeiro tutor robótico para tênis de mesa do mundo”. O aparelho laureado se chama Forpheus e consegue não apenas jogar tênis de mesa com humanos, mas também ensiná-los a jogar.

Outros robôs criados para jogar pingue-pongue já estão por aí há muito tempo, mas nenhum deles usa inteligência artificial para ajudar seres humanos a aprender a jogar. Normalmente, eles servem simplesmente como um bom adversário.

Detecta automaticamente o nível de habilidade do jogador humano e se ajusta para jogar com as mesmas qualidades

O Forpheus, por outro lado, detecta automaticamente o nível de habilidade do jogador humano e se ajusta para jogar com as mesmas qualidades. Dessa forma, a pessoa que está sendo ensinada não fica toda hora perdendo a bola porque o professor joga bem demais. Fora isso, a tela que divide o campo do robô e dos humanos é na verdade um display LED no qual o Forpheus mostra algumas dicas.

É possível saber o que você está fazendo errado ao passo que joga contra a máquina e ir melhorando suas habilidades. Quando você consegue algum feito ou marca, o Forpheus faz um elogio, assim como um bom treinador faria.

Equipamento

Para conseguir tudo isso, essa máquina conta com um braço robótico com cinco eixos capaz de replicar os movimentos humanos com perfeição com uma raquete na mão. Ele ainda conta com duas câmeras pontadas para a mesa para ter uma sensação tridimensional do campo de jogo e medir velocidade, altitude e rotação da bola. São 80 medições por segundo para alcançar uma precisão quase impecável.

Uma terceira câmera fica apontada para o jogador humano, especializada em acompanhar movimentos e prever jogadas. Com tudo isso, o Forpheus consegue entender como seu aluno está se movimentando e passa a dar dicas de posicionamento. O Forpheus ainda é um equipamento experimental, mas os criadores já fizeram um vídeo mostrando um possível caso de uso para ele.

Cupons de desconto TecMundo: