Houve um tempo em que dispositivos com GPS – o sistema de posicionamento global – eram caros e específicos para essa função. Com o tempo, a tecnologia foi ficando mais barata e, hoje em dia, praticamente qualquer smartphone é capaz de indicar sua localização em mapas de aplicativos como o Google Maps e o Waze, além de ser usado em outras funções para posicionar o usuário, como no Tinder ou no Pokémon GO.

Será que o LG G7 ou o Samsung Galaxy S9 já vão estar contando com essa nova tecnologia?

A precisão dos chips de GPS encontrados hoje em dia nos smartphones é de cerca de 5 metros, ou seja, existe uma “margem de erro” de 5 metros quando visualizamos o posicionamento do dispositivo em um mapa. Porém, a Broadcom Limited anunciou um novo chip de sistema de posicionamento global que promete dar uma precisão de 30 centímetros a seus usuários.

A novidade foi revelada na convenção ION GNSS+ em Portland, nos Estados Unidos. O novo chip, chamado BCM 47755, já está sendo instalado em alguns dos próximos smartphones que serão lançados no mercado em 2018, mas a empresa ainda não revelou quais deles vão portar o sistema novo. Será que o LG G7 ou o Samsung Galaxy S9 já vão estar contando com essa nova tecnologia?

Mais econômico

Outra boa notícia é que, além da maior precisão, o novo chip consome metade da energia média dos dispositivos atuais, ajudando a economizar a bateria do smartphone, que geralmente é esgotada pelo GPS, e seu alcance também vai ser muito maior, sendo possível usar o recurso sem interferência mesmo em locais cheios de estruturas que podem atrapalhar o sinal, como bairros com muitos prédios em uma cidade.

Um dos segredos para essa melhoria de precisão é o uso de um novo sinal chamado L5, em acréscimo ao sinal L1 que já usado hoje em dia. É a primeira vez que um dispositivo comercializado para o público geral utiliza os dois tipos de sinal para indicar localização.

Cupons de desconto TecMundo: