A Kingston apresentou hoje (25) novas opções de armazenamento para o seu pendrive DataTraveler 2000. O aparelho é conhecido por contar com um teclado alfanumérico no qual o usuário digita uma senha para descriptografar os dados armazenados. Agora, é possível comprar o aparelho com 4 e 8 GB de espaço. Variantes de 16, 32 e 64 GB já estavam disponíveis.

"Pendrives de menor capacidade limitam a quantidade de dados que podem ser copiados de uma rede, dificultando a transferência de informações muitas vezes sigilosas, e ao mesmo tempo evitando problemas maiores no caso de perda ou roubo da unidade”, diz Paulo Vizaco, diretor executivo da Kingston Brasil. "A maioria dos casos de vazamento de dados acontece pelo acesso indevido à rede de uma organização, e com as versões de 4 e 8 GB do DataTraveler 2000, menos dados podem ser copiados e, consequentemente, menos dados podem vazar”, reforça.

Os novos e os antigos DataTraveler 2000 fazem a criptografia de dados através do padrão AES 256 bit e possuem proteção por código de acesso. Em outras palavras, é essencialmente impraticável quebrar a criptografia desses dados sem a senha, uma vez que todo o processo de embaralhamento das informações é feita diretamente no hardware. Fora isso, depois de dez tentativas erradas na hora de inserir a senha para desbloqueio, o pendrive formata sua unidade automaticamente, inutilizando completamente qualquer informação que estava guardada por lá. Segundo a fabricante, os aparelhos são certificados pelo FIPS-197.

Os modelos com 16, 32 e 64 GB já estão disponíveis no Brasil, e as versões com 4 e 8 GB devem estar à venda ainda em 2017, por preços sugeridos de R$ 289,90 e R$ 379,90, respectivamente.

Cupons de desconto TecMundo: