Pesquisadores da Universidade de Drexel desenvolveram uma tecnologia que pode tornar o recarregamento de baterias baseadas em componentes químicos, como as de lítio, ainda mais rápido do que com as tecnologias disponíveis hoje – tão rápido, na verdade, que tudo poderá acontecer em segundos.

A tecnologia é baseada em um nanomaterial chamado MXene, que é utilizado nos eletrodos desenvolvidos pelo time envolvido no projeto. Eles combinam um hidrogel com um óxido-metal em uma estrutura altamente condutiva, mas que permite que os íons se movimentem livremente. Em testes de laboratório, o material foi carregado em questão de milissegundos.

O próximo passo é encontrar uma forma de produzir os eletrodos em quantidade, sem comprometer a qualidade final – o que pode levar alguns anos. A tecnologia pode ser aplicada no futuro para uma infinidade de produtos que são baseados em baterias químicas hoje, como é o caso de smartphones e veículos elétricos, que poderiam ser carregados em questão de minutos.

A ideia, no entanto, é que o material possa ser adaptado às tecnologias e baterias já existentes em vez de criar a necessidade de que as empresas descartassem o que já tem.

Cupons de desconto TecMundo: