O estudante da Universidade de Cornell (Estados Unidos) Joe Strandberg resolveu dar vez ao saudosismo e trazer do cemitério dos gadgets um teclado do início dos anos 1980. Estamos falando do Model F, um dos mais icônicos da história, fabricado pela IBM a partir de 1981 e que há muito deixou de ser produzido oficialmente.

Para tirar a sua ideia do papel, o fã do teclado investiu US$ 100 mil e contratou até mesmo uma fábrica chinesa para dar vida aos modelos de maneira idêntica aos vendidos pela IBM entre 1981 e 1994.

Model F, da IBM, está de volta.

A tecnologia

Os teclados modernos mais comuns não contam  com switch mecânico, ou seja, as teclas pressionam sensores ligados a um circuito eletrônico que identifica o comando. Os teclados com switch mecânico contam com uma função física e individual para cada tela, mas ainda não apresentam a mesma precisão e funcionalidade dos teclados antigos.

Os dispositivos de antigamente, como é o caso do Model F, contam com uma mola dentro de cada tecla, que se curva a cada toque. Essa mola toca um acionador plástico, que, por sua vez reproduz o toque na placa de circuito impresso e a base de metal embaixo de tudo. Em suma, é um processo quase artesanal e artístico, algo que fascina os entusiastas.

Retrô e salgado

Cada unidade do Model F tem preço mínimo de US$ 325 (cerca de R$ 1.mil), podendo chegar a custar até US$ 399 (cerca de R$ 1,3 mil). O seu criador, entretanto, tem um apelo para tentar convencer potenciais compradores de que os valores não são assim tão caros.

“Se você é um escritor, um programador ou alguém que trabalha em frente a um computador, vai permanecer lá durante uma boa parte do dia, então, porque não teclar no melhor?”, comenta Strandberg. “Isso é algo em que a IBM investiu milhões de dólares para desenvolver, conseguindo o layout perfeito, a forma e a tecnologia perfeitas”, complementa.

E, apesar de custar caro, o preço do novo Model F é ainda menor do que aquele cobrado pela Intel na época em que o dispositivo era vendido de forma oficial. Antes, cada unidade do teclado saía por US$ 600, valor que, corrigido, equivale a US$ 1,7 mil atualmente (cerca de R$ 5,5 mil).

Você se preocupa tanto assim com um teclado a ponto de pagar mais de R$ 1 mil por eles? Confira mais detalhes sobre as peças no site oficial e deixe a sua opinião nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: