A Fujitsu está desenvolvendo um supercomputador em parceria com RIKEN, o instituto japonês de pesquisas em ciências naturais. Financiado pelo Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia, o supercomputador “K”, como vem sido chamado, deve estar pronto até o outono de 2012.

Os números impressionam: o supercomputador será constituído por 80 mil processadores de 8 núcleos, cada um operando a 2,2 GHz. Depois de pronto, o “K” estará distribuído dentro de 800 racks e terá 10 petaflops, o que o possibilitará realizar até 10 quadrilhões de cálculos matemáticos por segundo.

Para compararmos e termos uma ideia da grandiosidade do projeto, o supercomputador mais rápido do mundo é o XT5. Ele está hospedado no Laboratório Nacional de Oak Ridge, nos Estados Unidos, e tem “apenas” 1,75 petaflops.

Uma idéia de como será aparência do

Os processadores utilizados no “K” serão os ultrarrápidos SPARC64 VIIIfx, que a Fujitsu está concluindo. De acordo com a empresa, esses processadores são capazes de realizar até 128 bilhões de cálculos por segundo.

A empresa trabalha desde 2006 para o projeto do governo japonês de desenvolvimento da nova geração de supercomputadores.

Cupons de desconto TecMundo: