(Fonte da imagem: Reprodução/Science Daily)

Um dos grandes objetivos da computação é criar cérebros inteligentes como os dos humanos. Até agora, os processadores que utilizamos são limitados a obedecer a uma série de regras e a realizar tarefas bem específicas.

Entretanto, os chips neuromórficos vêm mostrando grandes progressos. Depois de imitarem a rede neural do cérebro humano, esses sistemas deram mais um grande passo: agora eles também simulam neurônios.

Conforme a publicação do Science Daily, os pesquisadores da Universidade de Zurich, que vem trabalhando no ramo há alguns anos, conseguiram desenvolver um sistema neuromórfico capaz de realizar tarefas sensório-motoras em tempo real.

Tomando decisões próprias

Um dos principais diferenciais do cérebro humano, quando comparado com processadores, é a capacidade de tomar decisões. Todavia, parece que as máquinas já não são mais tão burras. Os cientistas suíços conseguiram demonstrar que os novos chips podem realizar tarefas que necessitem de memórias de curto prazo e decisões dependentes do contexto.

(Fonte da imagem: Reprodução/Giacomo Indiveri)

Vale notar que os novos chips não são necessariamente cérebros que agirão sozinhos sem o consentimento de uma pessoa. Conforme o Science Daily, o sistema neuromórfico suíço pode ser configurado para ter diferentes comportamentos que são ditados pelo utilizador. A ideia é que futuramente os chips possam reagir e interagir com o ambiente e com pessoas.

Cupons de desconto TecMundo: