(Fonte da imagem: Reprodução/PC Mag)

Há mais de uma década temos acompanhado uma tendência de miniaturização dos gadgets. Isso só está sendo possível com o desenvolvimento de novas arquiteturas de componentes eletrônicos, as quais os tornam cada vez menores e mais potentes.

Seguindo a previsão feita por Gordon Moore em 1965 de que a densidade de transistores em um chip dobraria a cada dois anos – a chamada Lei de Moore –, a Intel revelou durante o Intel Developer Forum (evento para desenvolvedores realizado em São Francisco, nos EUA) que tem planos para produzir processadores com base em estruturas de 5 nanômetros.

Atualmente, estamos conhecendo os microprocessadores com 22 nm, como a nova geração da linha Ivy Bridge e a futura série Valley View Atom, que deve ser lançada no ano que vem. Contudo, a fabricante norte-americana de circuitos integrados trabalha na arquitetura de 14 nm desde o final do ano passado e tem a expectativa de comercializar componentes desse gênero a partir de 2014 ou 2015.

De acordo com a publicação do site PC Mag, Mark Bohr, executivo sênior da empresa, revelou que a evolução deve seguir para as arquiteturas de 10 e 7 nm antes de atingir o patamar dos 5 nm.

Fonte: PC Mag

Cupons de desconto TecMundo: