(Fonte da imagem: Reprodução/MIT News)

Embora pareça que a tendência de incorporar mais núcleos de processamento às CPUs não vá parar tão cedo, a maneira como eles se comunicam entre si ainda precisa ser bastante aprimorada. Atualmente, grupos de fios chamados de barramentos são os responsáveis por conectar diferentes núcleos, permitindo que somente dois deles conversem entre si a cada vez.

Isso pode funcionar bem para chips mais simples, mas representa um grande problema quando se trata de produtos com 4, 8 ou 16 unidades de processamento. Pensando nisso, pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT) estão trabalhando em uma maneira de mudar a forma como ocorre a comunicação interna desse tipo de hardware.

Tecnologia inspirada na internet

O objetivo do projeto liderado pela professora associada Li-Shiuan Peh é criar equipamentos que usem um método de comunicação semelhante ao visto na internet. A ideia é conectar os diferentes núcleos diretamente entre si, equipando cada um com roteadores responsáveis por sinalizar quando um pacote deve ser inspecionado ou enviado a seu destino final.

Além de aumentar a velocidade do processamento de informações, a técnica reduziria drasticamente o consumo de energia dos processadores. Segundo a pesquisadora, desenvolver equipamentos do tipo seria bastante desafiador, especialmente “porque pessoas não sabem construir redes, porque usamos barramentos há eras”, explicou ela ao periódico MIT News.

Além disso, seria preciso superar obstáculos relacionados à velocidade e ao design dos chips, que teriam que encontrar uma maneira eficiente de fazer com que os pacotes de informações fossem transportados entre múltiplos núcleos. O trabalho desenvolvido por Li-Shiuan e sua equipe, fruto de 10 anos de pesquisas, deve ser apresentado na Design Automation Conference, em New Orleans.

Cupons de desconto TecMundo: