Famosa como fabricante de peças para automóveis, a Bosch pretende manter a modernização da empresa com a construção de uma fábrica de US$ 1,1 bilhão, ou R$ 3,6 bilhões, para fabricar processadores para carros inteligentes e outras aplicações de Internet das Coisas. A ideia é poder suprir a demanda de empresas como Baidu, NVIDIA e Daimler, que querem usar os produtos da Bosch em sistemas de direção autônoma que estão desenvolvendo.

Saindo na frente, a Bosch pretende ganhar essa concorrência fabricando em maior quantidade e sendo capaz de fornecer mais produtos para seus clientes

Assim, a Bosch vai acabar se tornando concorrente de gigantes fabricantes de semicondutores, como a Intel e a Qualcomm, que não querem perder o momento certo de entrar no ramo de processadores para veículos inteligentes e outras aplicações domésticas. Saindo na frente, a Bosch pretende ganhar essa concorrência fabricando em maior quantidade e sendo capaz de fornecer mais produtos para seus clientes.

A empresa alemã pretende concluir a construção de sua fábrica nova em Dresden, na Alemanha, até o final de 2019 e iniciar a produção em 2021, empregando cerca de 700 pessoas. Se tudo der certo, a Bosch vai acertar o timing e ter sua fábrica pronta exatamente quando – segundo a maioria das previsões – os carros autônomos vão estar em uma ascensão desenfreada de popularidade.

Cupons de desconto TecMundo: