Atenção: este tutorial é voltado para iniciantes no software

Começou a lidar recentemente com o PowerPoint? Talvez você ainda esteja se perdendo um pouco no que toca formatos e possibilidades de edição. Normalmente, as confusões mais comuns se dão entre os formatos de arquivo, como PPT e PPS. Por isso, vamos tentar resolvê-las.

A ideia é que, ao saber para o que cada formato serve, você possa salvar e enviar novos arquivos sem dor de cabeça. Seja para editar, realizar apresentações ou criar arquivos fechados, siga as explicações para entender como tudo funciona.

Compre uma assinatura do Office 365, a melhor suíte de apps para produtividade

Caso queira mais informações sobre o PowerPoint, acesse aqui. Agora, vamos lá:

PPS

Se você vai realizar alguma apresentação, seja na escola ou no trabalho, este é formato desejado. Salve o arquivo que você criou em PPS e, dessa maneira, o conteúdo é exibido automaticamente e sem a necessidade de maiores edições. Você pode configurar a velocidade de transição de slides para deixar a apresentação mais fluida.

PPT

Ao salvar em PPT, você pode editar e fazer todas as alterações necessárias no PowerPoint. Digamos que esse formato é melhor para arquivos que ainda não estão finalizados, já que você pode incluir alguns efeitos e alterar o texto. Vale notar que, além do PPT, também há o PPTX — praticamente a mesma coisa.

PowerPoint para tablets

  • Resumindo: vai editar? Use PPT. Vai apresentar? PPS.

Caso você tenha um PPT pronto e agora só falta apresentar, vai a dica para converter o arquivo rapidamente: clique com o botão direito na apresentação e escolha "Renomear". Depois disso, ao final do arquivo, troque o ".PPT" para ".PPS". Pronto, o seu arquivo foi convertido.

***

E aí, curtiu o conteúdo? Sabia que você pode comprar o Office 365 e baixar na hora na loja oficial da Microsoft? Clique aqui e conheça já a Microsoft Store!

Cupons de desconto TecMundo: