De acordo com um site francês, um rapaz chamado Sylvestre estava próximo ao Stade de France, onde França e Alemanha jogavam um amistoso de futebol. Um atirador e um homem-bomba tentaram invadir a arena, mas só conseguiram realizar o ataque nas proximidades do local.

Sylvestre, que comprou o smartphone há poucos dias, falava no aparelho quando o atentado começou. Um estilhaço de uma das explosões foi em direção do rapaz e o atingiria em cheio na cabeça, mas encontrou o smartphone Galaxy S6 no lugar. A jaqueta ajudou ele a se proteger das explosões.

Em ambos os lados do aparelho, é possível ver o que aconteceu: de um lado, um ponto de impacto e, do outro, a tela totalmente rachada. O rapaz ficou com uma pequena marca resultante da explosão e o que aparenta ser um ferimento no pé.

As redes sociais foram cruciais para informar ao mundo sobre os ataques de Paris, seja com informações oficiais ou recados de parentes que estão na cidade. Sylvestre provavelmente vai subsituir o celular por um novo — e, felizmente, não entrou para as já assustadoras estatísticas dos atentados.

Galaxy S6 ou Galaxy Note? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: