(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia Commons)

Com o pretexto de economia de papéis, os deputados federais terão tablets em suas bancadas no plenário. Os dispositivos ficarão fixos, sem a possibilidade de serem removidos. Ao todo, são 539 gadgets, compra que custou R$ 609,7 mil aos cofres públicos.

Os aparelhos serão instalados agora, durante o tempo de recesso. A assessoria técnica da Câmara disse que os tablets eram os únicos eletrônicos que ficariam adequados nas bancadas.

Para que os parlamentares se acostumem rapidamente à tecnologia, funcionários especializados ficarão disponíveis para eventuais orientações sobre o uso dos aparelhos.

Tempo real

Através dos tablets, os deputados poderão acessar todos os detalhes das votações, como pautas, textos, emendas e requerimentos. Porém, não restritos a apenas isso, eles também terão liberdade para verificar emails e entrar em sites.

Economia

Os avulsos, como são conhecidos os impressos sobre todo o histórico do projeto em votação, ficam em pilhas na entrada do plenário. Dessa maneira, não haverá mais a necessidade desse material.

Cupons de desconto TecMundo: