Os serviços que facilitam a paquera já existem há um bom tempo, fazendo bastante sucesso e criando um verdadeiro mercado do amor. Inicialmente, cartas ou telefonemas eram utilizados para o contato, mas, gradativamente, sites e aplicativos dominaram o cenário. Com a evolução do setor, teve início a segmentação, com opções para casais hétero e homossexuais, de uma determinada religião ou até com hobbies em comum. O mais recente projeto nesse estilo, no entanto, é bem inusitado: ele se foca apenas em apoiadores de Donald Trump.

Com o nome singelo de TrumpSingles.com (algo como “Solteiros de Trump”), o portal inaugurado no meio do ano já junta mais de 12 mil integrantes – todos teoricamente adeptos dos discursos do futuro presidente dos Estados Unidos. O criador da página, David Goss, não nega que sua iniciativa teve como inspiração outro serviço semelhante: o BernieSingles.com. Como o próprio nome escancara, o serviço promovia a interação entre eleitores e simpatizantes do ex-candidato democrata.

O amor está no ar... até quando o tema é discussão política!

A motivação de Goss para criar um site do republicano? “Acho que o pessoal do Trump precisa mais disso”, explica em tom de brincadeira o empresário. Em entrevista à AFP, ele afirma que ficou sabendo de muitos casos em que as pessoas estavam tendo um ótimo primeiro encontro, criando laços reais para o futuro, mas que, quando o papo descambava para a política, tudo acabava indo por água abaixo. “A conversa política começa e mata qualquer chance de um relacionamento acontecer”, acredita.

O serviço de relacionamento funciona como uma espécie de oásis para os seguidores do sucessor de Barack Obama

Com assinatura paga, o serviço de relacionamento funciona como uma espécie de oásis para os seguidores do sucessor de Barack Obama, já que, em muitos dos outros serviços e redes sociais esse público costuma ser jogado para escanteio. Logo de cara, o visitante do site que pende para o lado de Trump deve se sentir em casa. Isso porque a página traz um logo tipo dourado integrado à bandeira dos EUA e estampa um slogan parecido com o da campanha do presidente eleito: Making Dating Great Again (“Fazendo os Encontros Excelentes Novamente”).

Diversidade e liberdade “moderada”

Ainda que, segundo Goss, qualquer um seja bem-vindo à plataforma, não importando sua preferência sexual ou doutrina religiosa, é preciso que as pessoas queiram fazer parte da comunidade pelas “razões corretas”. “As pessoas que querem estar no site para ser idiotas serão removidas”, comenta o norte-americano, dando indícios de que mensagens e protestos contra o republicano não serão tolerados na rede. Com essa linha de pensamento e depois da vitória de Trump, o empreendedor espera atingir 100 mil usuários ainda em 2017.

O dono do projeto afirma não concordar com 100% das ideias do político

Independentemente disso, o dono do projeto afirma não concordar com 100% das ideias do político, mas que acha justo oferecer um local seguro e amistoso para esse público. Uma curiosidade? Alguns dos assinantes internacionais do serviço estão localizados em países como Irã e Arábia Saudita, nações majoritariamente islâmicas e que não estão na lista de possíveis amigos do futuro líder dos EUA. E aí, você também faria parte desse grupo para tentar encontrar a sua alma gêmea?

Cupons de desconto TecMundo: