Com o vice-presidente Michel Temer assumindo a presidência interina do Brasil, um plano de governo novo já está sendo colocado em prática. Entre as mudanças, Temer resolveu colocar Gilberto Kassab (PSD) como ministro do novo "puxadinho": o Ministério de Ciência e Tecnologia e Comunicações.

O Ministério de Ciência e Tecnologia foi aglutinado com o Ministério das Comunicações e vem ganhando o apelido de "puxadinho" por causa de uma declaração feita por Lasier Martins (PDT-RS), o presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT): "Esse deveria ser um ministério autônomo. Oxalá que isso não se confirme", disse Lasier. O "puxadinho", agora, já é realidade.

A escolha de Gilberto Kassab como ministro está sendo vista como "menos pior", segundo alguns levantes em redes sociais. Isso porque, anteriormente, quem poderia assumir a posição na pasta de Ciência e Tecnologia seria o pastor Marcos Pereira, presidente do PRB e licenciado pela Igreja Universal — ou seja: agora é melhor rir do que chorar, não?

Gilberto Kassab (PSD)

Quem é Kassab?

Gilberto Kassab é fundador e presidente nacional do Partido Social Democrático. Ex-prefeito de São Paulo, que substituiu inicialmente o abandono da prefeitura feito por José Serra (PSDB). Em São Paulo, o PSD dá apoio ao candidato Paulo Skaf, do PMDB.

Em 2013, o líder de um esquema de desvio do Imposto sobre Serviços na Prefeitura de São Paulo, Ronilson Bezerra Rodrigues, afirmou em telefonema gravado que Gilberto Kassab (PSD) "tinha ciência de tudo" o que acontecia. O ex-prefeito de São Paulo negou a acusação.

Em 2014, Kassab foi condenado por improbidade administrativa, já que não havia pago precatórios judiciais previstos em lei orçamentária. O valor que não foi pago era de R$ 118 milhões, que acabou sendo desviado para outra finalidade.

Kassab é uma boa escolha para o ministério? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: