O empresário e ex-apresentador de televisão Donald Trump voltou a virar notícia por uma de suas bizarrices em discursos. Atualmente um dos possíveis candidatos republicanos à eleição de presidente dos Estados Unidos em 2016,  ele entrou em uma pequena contradição enquanto falava em um comício na Carolina do Sul.

"Eu acho que o que você precisa fazer é boicotar a Apple até a hora que eles entregarem aquele número de segurança. O que acham? Eu acabei de pensar nisso. Boicotem a Apple!", declarou. A fala diz respeito à recente polêmica em que a empresa se recusou auxiliar o FBI e fornecer um software de hacking ou até os próprios dados pessoais de alguns usuários — algo que iria contra a política de privacidade da marca.

São dois problemas na fala de Trump. A primeira é que ele não faz ideia do que estava falando, já que a polêmica não é sobre entregar ou não uma senha às autoridades, e sim fornecer um meio de acesso a dados de smartphones para que a agência tenha ainda mais visiblidade de mensagens e históricos.

O segundo problema? Aparentemente, é Trump mesmo quem cuida de sua conta pessoal no Twitter... E as publicações são feitas volta e meia com um iPhone. Em uma postagem, ele confirmou que usa um aparelho da Apple e outro da Samsung, mas só vai ficar com o da companhia sul-coreana até que a Maçã resolva colaborar com o FBI.

Cupons de desconto TecMundo: