Na última quarta-feira, a nadadora brasileira Joanna Maranhão foi eliminada em sua prova de 200 metros borboleta e ficou fora da disputa por medalhas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Por causa disso, internautas de todo o Brasil decidiram ofender a atleta — esquecendo-se do difícil caminho que separa qualquer atleta dos jogos.

Muitos resolveram buscar tweets antigos da nadadora para diminui-la frente à situação. Como mostra a Veja, não demorou quase nada para que encontrassem mensagens em que ela fazia algumas piadas misóginas e homofóbicas e demorou menos ainda até que começassem a relembrar estes textos, alguns com ofensas pesadas à atleta. 

Foto da nadadora (Reprodução/Facebook)

Por causa disso, Joanna Maranhão se sentiu bem mal com a situação. E antes de informar o que faria com quem a ofendeu, a nadadora decidiu pedir desculpas para as pessoas que se sentiram ofendidas com as mensagens que ela enviou no passado. No Facebook, a atleta publicou:

"Peço desculpas a todas e todos que se ofenderam com esses meus tuites antigos, em especial a Ariadna. Não vou apagá-los, porque eles são um registro do que eu fui no passado e são uma lembrança para que eu nunca esqueça que temos preconceitos dentro de nós. Acredito que o importante é termos essa consciência para perceber os nossos erros, admitir que os preconceitos estão enraizados em nós e dispostos a quebrá-los todos os dias." — confira a postagem completa neste link.

Na justiça

Além de postar o texto, Joanna Maranhão também afirmou que vai entrar na justiça contra os ofensores. Ela afirmou que vai processar as pessoas que a "denegriram, ofenderam e xingaram", aproveitando-se de determinações do Marco Civil da Internet para isso.

Renato Falchet Guaracho (advogado especialista em Direito Eletrônico) escreveu ao site Canaltech, lembrando que os ofensores podem responder criminal e civilmente por injúria — algo que pode ser punido com até seis meses de detenção ou multa. Ele ainda lembra que o Marco Civil é relevante no caso, mas o principal aliado da nadadora é o código penal, neste caso.

Ainda que o Marco Civil defenda a liberdade de expressão, o regulamento da internet também garante que todos os direitos fundamentais sejam respeitados.

"Injúria pode ser definida, em poucas palavras, como ofensa a honra subjetiva da pessoa. Ou seja, nos casos em que a 'dignidade' é ofendida, quando se atacam as qualidades morais da pessoa", diz o advogado.

.......

Joanna Maranhão também reclamou sobre o perfil das cobranças do torcedor brasileiro. À Folha, ela disse que as pessoas não têm ideia do percurso longo até chegar às Olimpíadas e são muito ofensivas quando os ateltas não conseguem uma medalha.

Cupons de desconto TecMundo: