Atenção: texto e imagens NSFW (not safe for work)

Então você liga o PC e vai atrás de um show pornográfico em uma das centenas de sites que apresentam mulheres nuas ao vivo por meio de uma webcam. Qual seria a sua surpresa ao notar que é possível rodar os ângulos da câmera de modo que você estivesse no local? Sabe aquela cena que você precisa checar com mais detalhe, mas antes a câmera poderia estar escondendo? A pornografia em 360 graus está chegando para mudar isso — e também como um complemento dos vídeos de sexo em realidade virtual.

A categoria amadora, uma das mais frequentadas em sites de pornografia, está ganhando um desdobramento por meio do site Camsoda, conhecido por usuários (homens e mulheres) se apresentarem por meio de webcams: o pornô em 360.

Se você acha que o recurso só funciona com vídeos de paisagens no YouTube, saiba que Daron Lundeen, presidente do Camsoda, disse ao Engadget que a modalidade é "o futuro do entretenimento" — talvez esquecendo ou deixando um pouco de lado a realidade virtual.

Transmissões em 360°

A primeira vez

Nem sempre a primeira vez é boa. A experiência de assistir um stream de vídeo ao vivo em 360° no Camsoda retrata exatamente isso. Como a transmissão em 360° exige muita banda e uma internet bem veloz, principalmente de quem transmite — upload é tudo, amigos —, é frequente encontrar uma imagem travada, pixelada e com áudio e rostos distorcidos.

O pessoal do Camsoda comenta que a novidade funciona com dispositivos de realidade virtual, como o Samsung Gear VR e o Google Cardboard. O problema, como notado pelo Engadget, é que a sincronia não está perfeita, então você precisa usar o mouse ou o dedo para mexer nos ângulos do vídeo — ou seja, uma experiência horrível para um dispositivo VR.

Está com vontade de ver com os próprios olhos essa nova parada? Clique aqui [+18].

Cupons de desconto TecMundo: