É verdade que Pokémon GO perdeu uma grande parcela de jogadores pelos mais diversos motivos desde que foi lançado, mas os remanescentes têm feito muito mais do que só continuado a capturar criaturas virtuais com realidade aumentada. No Japão, o game tem ajudado até a prevenir mortes.

Segundo o site Rocket News, a presença constante de jogadores na cadeia de penhascos de Tojinbo impediu até agora o registro de qualquer suicídio da região — e o local é um dos vários pontos do país escolhidos para esse propósito por japoneses.

Além de um ponto turístico famoso, Tojinbo registrou 16 mortes em 2016. Até agora, em 2017, nenhuma aconteceu. E quem garante isso é o chefe da patrulha voluntária de prevenção contra suicídios do local, Yukio Shige. De acordo com ele, a taxa já havia diminuído quando o jogo saiu, mas só agora foi possível notar que a ligação com Pokémon GO não é só coincidência.

Quase sem querer

Segundo Shige, as pessoas tendem a não consolidar o suicídio em locais movimentados ou onde pessoas estão se divertindo. Por isso, a presença de grupos de amigos ou pais e filhos caçando tem sido essencial para tirar esse clima negativo e trazer uma nova atmosfera a Tojinbo.

A taxa de pessoas jogando no local, mesmo não sendo exatamente de fácil acesso, se dá por conta do surgimento frequente de criaturas raras. Há até quem passe a noite por lá com a tela do smartphone ligada — e isso também ajuda a vigilância de Shige, já que garante a presença de pessoas até nos pontos mais remotos de Tojinbo todas as horas do dia.

Cupons de desconto TecMundo: