O prefeito de uma cidade francesa chamada Bressolles (ao nordeste de Lyon) acaba de entrar para o livro de celebridades ofendidas pelos fãs de Pokémon GO. Fabrice Beauvois conseguiu isso por causa de um decreto que enviou à Niantic nesta semana.

Ele decidiu emitir o documento para a desenvolvedora do game exigindo que ele seja bloqueado para todos os habitantes da cidade. Pois é, nenhum dos pouco mais de mil habitantes será autorizado a capturar pokémons por lá. Você imagina quais foram os motivos que levaram o prefeito a fazer isso?

De acordo com Le Figaro, o político afirma que o game Pokémon GO cometeu uma afronta às leis francesas. Isso porque qualquer estabelecimento comercial é obrigado a pedir aos prefeitos antes de iniciar suas operações.

Imagem da cidade de Bressolles

Como Pokémon GO envolve transações financeiras — mesmo que em ambiente virtual —, seria necessário pedir para o prefeito também. Além disso, Beauvois  afirma que o jogo está se disseminando de "maneira contagiosa" e tornando jovens viciados de um "modo perigoso".

Ele termina dizendo que o jogo pode promover a formação de grupos e causar situações de emergência, por isso deve ser proibido. Beauvois fala que "é seu dever como prefeito garantir a ordem na cidade". 

Cupons de desconto TecMundo: