Anunciado junto ao lançamento de Pokémon GO, o Plus é um acessório que traz algumas funções bastante esperadas pelos jogadores. Entre elas está a possibilidade de capturar pokéstops e criaturas mais fracas sem ter que tirar o celular do bolso, economizando bateria no processo (e evitando que você sofra acidentes enquanto anda).

Mesmo antes de seu lançamento (que foi adiado algumas vezes), o gadget já pode ser considerado um grande sucesso de vendas, pois esgotou em todas as lojas que o disponibilizaram. A situação não é exatamente inesperada, haja vista o sucesso estrondoso obtido pelo game da Niantic em todos os locais onde foi lançado.

Com um formato que mistura uma pokébola e um indicador de direção típico de sistema de GPS, o gadget tem um tamanho bastante discreto e se conecta a smartphones e tablets através de Bluetooth. Mas será que vale a pena pagar US$ 35 (R$ 113) pelo acessório ou é melhor continuar jogando da maneira tradicional? A resposta para essa e outras questões você confere em nossa análise.

Design

O Pokémon GO Plus tem um design bastante familiar para quem já jogou algum game da franquia. Misturando uma pokébola a um marcador de localização, o dispositivo tem tamanho compacto e somente um botão: através dele o usuário realiza a conexão Bluetooth com seus dispositivos, captura pokémons e adquire os itens oferecidos por pokéstops.

Como padrão, o acessório é oferecido na forma de um broche com uma pequena presilha para ser fixado em peças de roupa, na alça de mochilas ou na peça de roupa que você preferir. Esse acabamento pode ser trocado para você usar o acessório na forma de uma presilha — estranhamente, é preciso usar uma chave de fenda para desparafusar totalmente a parte traseira do gadget para que isso seja possível.

O Plus não é um acessório discreto e pode ser confundido facilmente com um brinquedo

O Plus não é um acessório discreto e pode ser confundido facilmente com um brinquedo licenciado da série. Isso se torna ainda mais evidente quando ele está em uso e seu botão central brilha nas cores azul (pokéstop), verde (pokémon) ou amarelo (uma criatura nova nas proximidades), chamando bastante atenção no processo — um sistema de vibração garante que você sempre vai estar ciente de qualquer um desses eventos.

Não há muito a se aprofundar no design do acessório, que foi construído para ser algo muito mais funcional do que esteticamente agradável. O acabamento em plástico não surpreende, mas é resistente o suficiente para que o gadget aguente batidas e quedas sem nenhum problema: exatamente o que se espera de um produto que deve atrair uma boa parte do público infantil.

Desempenho

Quando o Plus funciona, ele é uma ótima maneira de acessar funções essenciais ao jogo nos momentos em que você não pode ou não quer tirar o celular do bolso. O gadget detecta com bastante precisão a localização de pokéstops e serve como uma boa forma de capturar criaturas fracas — cuja identidade só é revelada quando você consulta o smartphone.

Não pense no acessório como uma forma de eliminar totalmente a necessidade de acessar o game de maneira convencional. Em áreas com vários pokéstops próximos uns aos outros, por exemplo, o Plus muitas vezes falha em detectar a presença de todos eles, o que pode fazer com que o jogador perca itens e pontos de experiência.

Da mesma forma, nem sempre o item registra todas as criaturas na proximidade, trazendo em si uma limitação bastante séria: a impossibilidade de usar Great Balls e Ultra Balls. Ou seja, são grandes as chances de que suas tentativas de captura falhem, especialmente ao encontrar algum monstro com uma boa quantidade de CP.

Assim, o Plus deve ser encarado mais como um “quebra-galho” do que como algo que vai automatizar os processos mais burocráticos do game. Jogadores mais hardcore — justamente o público-alvo do aparelho — ainda vão fazer questão de lidar diretamente com o smartphone a maior parte do tempo, diminuindo um pouco o propósito do acessório.

Em compensação, o produto traz uma vantagem pouco divulgada pela Niantic que surge como seu único diferencial. É somente com seu auxílio que você vai conseguir rachar ovos e aumentar os pontos do sistema de buddy com o game rodando em segundo plano, trazendo como benefício um sistema que mede de forma mais competente as distâncias que você percorreu enquanto andava.

Note que, embora o acessório ajude você a poupar a bateria de seu smartphone, a economia não é exatamente surpreendente. Isso porque, mesmo com o game em segundo plano, seu aparelho vai continuar usando frequentemente recursos de GPS — para completar, a tela vai acender toda vez que o Plus enviar notificações sobre a captura de uma pokéstop ou de um novo pokémon.

Boa parte do seu tempo com o Plus vai ser gasto lidando com problemas de conexão

Infelizmente, boa parte do seu tempo com o Plus vai ser gasto lidando com problemas de conexão. Além de o aparelho muitas vezes decidir deixar de conversar com seu smartphone sem nenhum motivo aparente, conectá-lo a outro dispositivo é um processo que quase sempre envolve resetar totalmente sua memória. Isso sem contar os momentos em que ele simplesmente se recusa a se conectar a produtos específicos.

Vale a pena?

O Pokémon Plus não vai mudar de forma substancial a maneira como você lida com o jogo da Niantic, pois serve essencialmente como uma maneira de cortar tempo na realização de tarefas burocráticas. Ele só se mostra realmente essencial para quem costuma encubar muitos ovos ou gosta de usar o sistema de buddy, visto que suas medições surtem resultados mais precisos do que andar por aí com o celular na mão.

O gadget deve ser encarado mais como um “quebra-galho” temático do que como algo que realmente vai mudar a experiência oferecida pelo game. Conforme afirmamos anteriormente, jogadores hardcore vão continuar sacando seus smartphones do bolso como forma de garantir que todos os itens e pokémons de um ambiente são aproveitados — algo que o acessório é incapaz de garantir.

O visual do produto também divide opiniões: enquanto muitos não devem se incomodar com o fato de ele parecer um brinquedo, jogadores mais discretos dificilmente vão querer a atenção que ele desperta naturalmente. Em outras palavras, ele possui um conceito interessante que é pouco aproveitado e não chega necessariamente a valer os US$ 35 estabelecidos pela fabricante.

Cupons de desconto TecMundo: