Já se passaram quase dois anos desde a famigerada invasão hacker na PSN que resultou em milhões de contas roubadas e uma infinita dor de cabeça para a Sony, mas parece que o lixo não para de feder mesmo depois de tanto tempo.

Desta vez, o golpe veio da Information Commissioners Office, um órgão ligado ao governo britânico que multou a empresa japonesa em 250 mil libras esterlinas — cerca de R$ 803,4 mil na cotação atual — por não oferecer a proteção necessária para impedir que os dados pessoais dos usuários fossem acessados indevidamente. De acordo com a agência, a tragédia poderia ter sido evitada se a segurança oferecida pela Sony fosse realmente boa e estivesse atualizada.

Em um comunicado enviado ao site Engadget, a fabricante anunciou que vai recorrer da decisão, sobretudo pelo fato de nenhum das informações roubadas ter sido utilizada para fraudes ou para outras formas que pudessem prejudicar quem teve seu cartão de crédito “furtado” dos servidores da PSN.

Cupons de desconto TecMundo: