Mohammed Osman Ali é um refugiado em Uganda há mais de cinco anos. É ali que ele utiliza um gerador de energia em ruínas para alimentar um velho PlayStation 2 que não apenas lhe dá sustento, mas também lhe permite “manter a sanidade”, conforme disse Ali em entrevista à web radio NPR.

O pequeno “arcade” foi construído com peças encontradas e “garimpadas” pelo próprio Ali ao longo dos anos. Os clientes pagam o equivalente a 20 centavos de dólar para jogar por 10 minutos o único título disponível, uma versão obviamente antiga de FIFA Soccer — a qual miraculosamente funciona a partir de um pendrive, já que o drive de DVD do aparelho já não funciona há muitos anos.

Mas há talvez algo que possa ter passado batido aqui: o status de Ali no referido país. Vale lembrar que em boa parte do mundo os refugiados são impedidos de trabalhar, de forma que o que é tentado em Uganda é algo francamente novo. O programa pode ser ouvido na íntegra (em inglês) diretamente no site da NPR.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: