A Google começa a fechar o cerco em torno de práticas ilegais por parte dos desenvolvedores para conseguir mais avaliações, resenhas e instalações de seus aplicativos. A companhia anunciou hoje (7) que atualizou as suas políticas do desenvolvedor a fim de evitar que uma aplicação não seja promovida de forma indevida.

Segundo é possível ler na aba “Avaliações, resenhas e instalações” da seção “Detalhes do app e promoção” nas diretrizes da Play Store, “os desenvolvedores não podem tentar manipular a colocação de apps no Google Play”. As diretrizes prosseguem e dão exemplos de manipulação “melhorar os indicadores dos produtos por meios ilegítimos como instalações, resenhas e avaliações fraudulentas ou induzidas por incentivo.”

Exemplo de violações

Basicamente, a Google não quer que os desenvolvedores ofereçam algum tipo de benefício ou recompensa para quem baixar, avaliar ou resenhar um app. Assim, os desenvolvedores não devem, por exemplo, oferecer um cupom de desconto para quem escrever um review sobre uma aplicação.

Nada de oferecer descontos em troca de boas avaliações.

Configura violação um desenvolvedor enviar várias avaliações sobre o seu próprio app a fim de influenciar a sua colocação dentro da PlayStore. Outra prática em desacordo com as políticas é “enviar ou incentivar os usuários a enviar resenhas que incluam conteúdo inadequado, como afiliados, cupons, códigos de jogos, endereços de e-mail ou links para websites ou outros app”, declara a Google.

Justificativa

Para a Google, as avaliações feitas por usuários são “comparativos de mercado da qualidade do app”, sendo assim, elas devem ser realizadas de forma autêntica para garantir as melhores opções para os usuários. Assim, quem quer manter seus apps disponíveis na loja oficial do Android precisa ficar atento para não violar as novas políticas de reviews e avaliações da plataforma.

Cupons de desconto TecMundo: