Neste artigo o Baixaki falará sobre gráficos híbridos, mostrando como eles funcionam. Além disso, serão mencionados esquemas que possibilitam tirar o máximo de proveito da união das placas de vídeo mais poderosas.

Computadores com as melhores configurações invariavelmente são montados para um público muito específico, os gamers – certamente há diversos profissionais que precisam de ótimas configurações para trabalhar, mas estes provavelmente estão em menor número. Grandes quantias de dinheiro são gastas para conseguir um bom desempenho, pois não basta somente comprar uma placa de vídeo de qualidade.

Escolher a placa-mãe certa na hora de montar ou atualizar seu PC é crucial para obter o resultado desejado. As possibilidades de uma placa de 200 reais comparada com uma de 2 mil variam muito. Por exemplo, se você quer ter duas ou mais placas de vídeo, é necessário que todas estejam em slots PCIe de mesma velocidade para não ocorrer perda de rendimento.

Existem vários modelos de placas-mãe e cada um apresenta uma quantidade específica de elementos. Logo, seus preços variam e quanto maior a quantidade e melhor o desempenho das funções dela, mais cara é a placa.

Rampage II

Divulgação/Asus

Fora o número de slots PCIe x16, outro fator que influencia o preço é o número de sockets para memória RAM – sem mencionar as novas placas com dois processadores, monstruosamente eficientes. Além disso, placas-mãe mais caras têm uma probabilidade maior de apresentarem as tecnologias mais recentes, como o USB 3.0 e o eSATA – ambos com velocidades de transferência absurdas, este para dispositivos internos e aquele para externos.

Para um ótimo desempenho é preciso levar em consideração todo o conjunto e, além disso, lembrar que quanto mais é exigido dos componentes, mais eles aquecem. Consequentemente, você precisa investir em excelentes sistemas de resfriamento para não queimar nada. Um inconveniente de exigir demais do PC é o barulho gerado pelas ventoinhas e fonte, pois é preciso muita energia para alimentar tudo.

Gráficos híbridos

Gráficos híbridos são peculiares pelo seguinte aspecto: a capacidade de dividir tarefas entre os GPUs das placas de vídeo – possibilitando que elas não aqueçam tanto e garantam um aumento no processamento gráfico. Para consegui-los é necessário trabalhar com placas gráficas em paralelo, de mesma fabricante.

As placas mais recentes trabalham de maneira otimizada, de forma a gastar menos energia. Isso porque, para tarefas do cotidiano – como navegar na internet – é usado somente a GPU do chipset, enquanto a GPU mais poderosa fica desligada, sendo ativada somente quando necessário – em um jogo, por exemplo.

Big Bang-XPower

Divulgação/MSI

Pode parecer irrelevante quando você não conhece os resultados dessa divisão de tarefas, mas acredite, isso causa um grande impacto no fim das contas. Simplesmente, como a placa de vídeo não está o tempo todo funcionando a todo vapor, a fonte as ventoinhas não precisam trabalhar tanto. Isto é, você economiza na conta de luz enquanto nenhum jogo pesado for rodado.

Hydra Engine

Para trabalhar com placas de vídeo em paralelo é obrigatório que elas sejam da mesma marca – como dito acima. Isso acontece porque NVIDIA e ATI são as únicas a produzirem no mercado, logo a competição pelo monopólio é enorme – o que resulta na produção de placas de marcas diferentes incompatíveis entre si por questões muitas vezes de guerra empresarial.

Contudo, graças à Hydra Engine da empresa Lucid esse empecilho já foi contornado, pois agora placas-mãe com essa tecnologia são capazes de fazer placas NVIDIA e ATI trabalharem em conjunto, sem a necessidade de uma ser desativada para que a outra funcione no lugar. Porém, não pense que tudo são rosas.

Unity

Divulgação/LucidLogix

Apesar de poderem trabalhar juntas, muitos programas e jogos fazem uso de efeitos exclusivos dessas placas. Isso quer dizer que ao ativar o efeito PhysX, da NVIDIA, a placa da ATI não será usada para processá-lo por não ser compatível com ele. Ou seja, mesmo sendo possível usar as placas concorrentes, o desempenho não melhorará muito por causa de incompatibilidade de efeitos.

A placa-mãe MSI Big Bang Fuzion apresenta placa de vídeo onboard com Hydra Engine, porém seu preço é salgado. Todavia, a Lucid lançou a Unity como alternativa à troca de placa-mãe. Com arquitetura HYDRALOGIX 200, a placa de vídeo Unity também possibilita o uso simultâneo de placas NVIDIA e ATI – a principal diferença é seu preço.

Hemorragia na carteira

Todas essas tecnologias mencionadas visam, principalmente, o aumento do desempenho no processamento gráfico de jogos, acrescido da diminuição do consumo de energia e barulho das ventoinhas – caso elas não sejam feitos com material para deixá-las silenciosas. Porém, elas são restritas para gamers entusiastas, com muito dinheiro para gastar – pois são uma verdadeira facada no bolso! Confira abaixo alguns valores e tenha ideia do quanto você precisará desembolsar.

Cupons de desconto TecMundo: