Durante a E3 de 2015, a AMD fez uma demonstração do poder de fogo de suas novas placas de vídeo. Uma das estações rodava o game Sniper Elite 3 em três monitores de 4K (3840x2160 pixels), cada um a 60 quadros por segundo (não travados, mas oscilando muito pouco). Eram cerca de 15 bilhões de pixels se mexendo por segundo.

A demonstração serviu para exibir a capacidade da Radeon R9 Fury X, uma das placas de vídeo mais poderosas do mercado.

Segundo a AMD, usar melhor a memória é uma medida mais eficaz do que ter uma grande quantidade de RAM para resoluções maiores. Comparada com a Titan, da NVIDIA, que tem 6 GB, a Fury X conta com "apenas" 4 GB de memória própria. Outro segredo da placa da AMD é o novo barramento HBM, com largura de 4.096 bits e banda de 512 GB por segundo.

De acordo com o arquiteto-chefe da arquitetura Fiji, uma boa parte dos dados que estão na memória de vídeo são redundantes ou até mesmo inúteis. Sendo assim, a companhia investiu em um sistema que utiliza melhor os recursos disponíveis. A briga entre a AMD e a NVIDIA está ficando boa.

Cupons de desconto TecMundo: