O recente lançamento da nova linha de placas de vídeo da AMD deu o que falar, principalmente a nova API gráfica de baixo nível anunciada pela empresa, o Mantle, que promete tornar os jogos para computadores tão otimizados quanto os games para consoles.

Entretanto, o fato de essa API só funcionar nas placas de vídeo AMD compatíveis com o Graphics Core Next assustou algumas pessoas, já que os jogos produzidos para trabalhar com o Mantle não serão compatíveis com placas de vídeo da NVIDIA, a não ser que os desenvolvedores também incluam suporte ao Direct3D ou OpenGL no jogo — o que poderia resultar em um custo de produção maior.

Para tentar acalmar um pouco os ânimos, Graham Sellers, o responsável pelo OpenGL dentro da AMD, postou em sua conta do Twitter que a empresa está trabalhando em novas extensões para a API gráfica, e que elas deverão proporcionar um aumento de desempenho nos games próximo ao que o Mantle vai oferecer.

De acordo com Sellers, “os jogos que utilizarem as versões mais modernas de OpenGL não serão mais limitados pela API gráfica, pois vão encontrar limite no hardware antes”.

John Carmack, fundador da id Software, também comentou em sua conta do Twitter que a NVIDIA está preparando um conjunto de extensões para OpenGL que poderá oferecer um desempenho similar ao Mantle e às novas extensões da AMD:

Se tudo isso se concretizar, é fácil imaginar que o DirectX pode começar a perder espaço nos computadores, já que mais desenvolvedores podem começar a priorizar o Mantle e o OpenGL na criação de aplicativos.

Outro fato que ajuda a fortalecer essa hipótese é o recente anúncio das Steam Machines que, por rodarem o SteamOS (baseado em Linux), não serão diretamente compatíveis com o DirectX, que é exclusivo do Windows — mas podem ser inteiramente compatíveis com OpenGL e Mantle.

Cupons de desconto TecMundo: