O Baixaki comentou brevemente sobre a transição do DirectX 10 para o DirectX 11. A última versão da tão conhecida tecnologia gráfica da Microsoft está começando a ser disseminada em jogos da atualidade. Com isso, o jogador tem a oportunidade de contemplar gráficos surpreendentes se contar com uma placa de vídeo e um sistema operacional que suportem a nova tecnologia (exemplos: Microsoft Windows 7 e placas de vídeo ATI Radeon HD série 5700).

Um dos títulos que reproduz a tecnologia com bastante expressão é DiRT 2, da Codemasters. O Baixaki teve a oportunidade de testar a versão demonstrativa do jogo com um PC capaz de exibir os visuais com a máxima qualidade possível de acordo com as configurações de video do game.

Gráficos de peso.

As especificações técnicas mais relevantes do nosso computador de testes são as seguintes:

  • Processador: Intel Core i7 920;
  • Memória: 6 GB de memória RAM;
  • Placa-mãe: MSI X58M;
  • Placa de vídeo: ATI Radeon HD 5870;
  • Sistema operacional: Windows 7 Ultimate.

A ATI Radeon HD 5870, por mais moderna que seja, não é capaz de rodar DiRT 2 com extrema fluidez se todas as configurações gráficas estiverem modificadas em virtude de uma melhor qualidade visual. A pequena instabilidade na taxa de quadros por segundo (FPS), entretanto, não prejudica o desempenho geral do game no computador.

A experiência é simplesmente espetacular, pois DiRT 2 conta com um dos melhores visuais do gênero. As novas características do DirectX fazem com que o realismo fique ainda mais enaltecido durante as corridas. Realmente, o nível de detalhamento dos cenários e a intensidade da ambientação retratada são impressionantes.

Esta doeu...

Promessa é dívida
O enriquecimento gráfico dos games computadorizados

Dentre as novidades presentes na nova versão do DirectX, vale a pena ressaltar os seguintes itens:

Tessellation

O termo Tessellation é visto por muitos como "ladrilhamento". Trata-se de uma técnica especial utilizada para que a GPU — unidade de processamento gráfico — processe superfícies curvas de forma mais estável através de imagens gráficas ricamente detalhadas. Com isso, tanto personagens quanto objetos (água, modelos de carros...) ficam mais realistas, especialmente em movimento.

Multi-Threading

Um dos problemas eternos relacionados ao balanço entre qualidade e desempenho é a máxima exploração do potencial do hardware em mãos. Com o Multi-Threading, o DirectX 11 é capaz de fazer uso de vários núcleos de uma CPU — unidade central de processamento do PC — que contém mais de um processador. Ou seja: visuais belos combinados com um desempenho ainda mais fluido.

DirectCompute

Esta tecnologia é uma bênção para os desenvolvedores que procuram criar aplicações com base em placas de vídeo não muito potentes. Com o DirectCompute, o DirectX 11 consegue acelerar o desempenho de aplicações diversas, games ou não. Segundo o pessoal da Microsoft, o DirectCompute melhora os gráficos ao mesmo tempo em que "otimiza" tarefas variadas realizadas no Windows 7.

Quando o assunto é aplicação prática, os resultados são muito bons... Mas só aparecem se o gamer conta com uma máquina realmente potente. Compare, abaixo, os requerimentos mínimos necessários para rodar DiRT 2 com as especificações recomendadas para que o game seja executado com suporte para DirectX 11:

Requerimentos mínimos

  • Processador: Intel Pentium 4 3.0 GHz; AMD Athlon 64 3400+;
  • Memória: 1 GB (2 GB para Windows Vista);
  • Espaço em disco: 10 GB;
  • Placa de vídeo: ATI Radeon X1500; NVIDIA GeForce 6800;
  • Sistema operacional: Windows XP, Windows Vista ou Windows 7.

Especificações recomendadas para uso do DirectX 11

  • Processador: Intel Core i7; AMD Phenom II+;
  • Memória: 3 GB;
  • Espaço em disco: 10 GB;
  • Placa de vídeo: ATi Radeon HD série 5700;
  • Sistema operacional: Windows XP, Windows Vista ou Windows 7.

O preço é realmente elevado para conferir o que a nova tecnologia da Microsoft tem a oferecer para os fãs de games. Ainda assim, vale a pena. No game da Codemasters, o visual é muito bom e, por mais que apresente falhas provavelmente ocasionadas por falta de polimento, pode surpreender até mesmo os gamers mais críticos.

Acompanhe o vídeo da jogabilidade de DiRT 2 com DirectX 11:

Em seguida, confira alguns dos benefícios encontrados com a aplicação da nova tecnologia no jogo de corrida:

Beleza em DiRT 2
Por mais que a experiência com a demo seja um tanto curta em comparação com o que consta na versão completa, é inevitável verificar a presença de gráficos assustadores com a aplicação do último DirectX. O Baixaki participou de corridas estonteantes, capazes de ilustrar aspectos físicos muito parecidos com o que ocorre na realidade.

O nível de detalhamento dos objetos é um dos quesitos que mais chamam a atenção durante as corridas. Na verdade, a própria seção de escolha de veículos antes das corridas mostra que os carros contam com detalhes inéditos em um game de velocidade. A lataria da parte inferior do veículo, por exemplo, é reluzente e realista, embora conte com muitos riscos se o jogador abusar do carro durante as etapas.

Outro bom exemplo de item de destaque é a iluminação. Algumas vezes, é possível acompanhar a câmera de tal maneira que círculos de luz irrompem na tela, simulando o reflexo do Sol. A reflexão da luz na lataria amassada é um efeito que deixa muitos jogadores embasbacados. Sombras, penumbras e diferentes níveis de brilho e contraste de acordo com o estilo de iluminação mostram que os desenvolvedores da Codemasters não estão de brincadeira.

E aí, gostou?

As modelagens dos carros, as texturas de alta qualidade e até mesmo os pequenos arbustos que são dobrados se atropelados pelo veículo do jogador combinam perfeitamente com a ambientação geral do game. É interessante constatar também que, com a aplicação do filtro "anti-aliasing" oito vezes (8x), o polimento geral é surpreendente, visto que a maior parte das bordas serrilhadas desaparece da tela.

A torcida e a água ilustram muito bem o efeito de Tessellation. Tudo bem, é um tanto chato parar e prestar atenção nas pessoas à volta, mas é difícil deixar de perceber que as ondas de água geradas pelo veículo durante a passagem por cima de uma poça são muito convincentes. A animação do "splash" (o respingo ocasionado pelo pneu) não é perfeita, mas a fantástica movimentação da água compensa o "problema".
Fechando o pacote
Muito trabalho para os desenvolvedores

O DirectX 11 mostra que a evolução da tecnologia é constante, mas ilustra também que seu uso  ainda pode ser muito, mas muito melhorado. Por mais que a tecnologia da Microsoft permita a visualização de efeitos e animações maravilhosas dentro de um jogo virtual, os desenvolvedores continuam a cometer erros básicos de programação.

As falhas ocorrem principalmente na interação de objetos com outros objetos e superfícies diferenciadas. O vídeo abaixo foi gravado pelo Baixaki para que os usuários possam observar o nível de detalhamento do DirectX 11 em uma batida: