Os membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, órgão responsável pela realização do Oscar, ainda recebem cópias em DVD de todas as produções nomeadas para as diversas categorias da famosa premiação de cinema. No entanto, neste ano está sendo realizado um teste para mudar o meio de acesso dos votantes às obras indicadas, e o formato escolhido foi o streaming.

O motivo para essa mudança é uma tentativa de inibir o contínuo crescimento da pirataria, que de alguma forma consegue acesso aos DVDs que deveriam ser vistos apenas pelos membros da Academia. Esses discos possuem cópias de qualidade das obras em questão, muito antes de elas serem disponibilizadas comercialmente. Neste ano, por exemplo, todos os oito candidatos a melhor filme já podem ser encontrados em sites de compartilhamento de arquivos.

No ano passado, a Academia de Televisão dos EUA já havia tomado uma decisão semelhante, enviando Chromecasts no lugar de DVDs aos votantes das categorias do Emmy. Dessa forma, os membros com poder de voto só poderiam utilizar o computador ou apps mobile para assistirem aos episódios indicados à premiação. Apesar de visar a uma melhoria na segurança dos arquivos, a decisão tomada em relação aos filmes indicados ao Oscar não foi aceita igualmente por todo mundo.

Há quem afirme que o método não é tão mais seguro, uma vez que corre o risco de ter glitchs ou outros problemas, além de ser um sistema que pode ser invadido e também resultar em vazamento. Outra questão levantada é a de que, no caso de os membros da Academia decidirem ver os filmes em telas de smartphones ou tablets, isso prejudicaria o julgamento de quesitos como design, fotografia, etc. Não foi decidido ainda se essa mudança será definitiva ou se outros formatos serão testados.

O que você acha da tentativa da Academia de Cinema dos EUA de usar streaming para evitar a pirataria de filmes indicados ao Oscar? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: