A Home Video, tradicional locadora da cidade de São Paulo, que funcionava há 27 anos no Bairro de Higienópolis, vai encerrar as suas atividades. No local já há centenas de filmes clássicos em oferta para os clientes e uma faixa que avisa: ‘Passa-se o ponto’.

Segundo Hermínio Paschoal Filho, um dos sócios do estabelecimento: “O mercado acabou”. O empresário explica que a decadência começou com a chegada da Blockbuster, há dez anos, quando o mercado americano já entrava em crise por causa da competição da internet e dos serviços de vídeo por demanda na TV a cabo.

“Eles exploraram o que puderam no Brasil e depois foram embora”, afirma Hermínio, a respeito da gigante americana que também fechou as portas no ano passado por causa da disputa com outras tecnologias.

Pirataria é a culpada

No entanto, para as locadoras brasileiras, o principal inimigo não é a internet e nem a televisão paga, que já mudaram os hábitos das pessoas no mundo inteiro. “Aqui não dá mais para trabalhar com os ambulantes vendendo discos piratas a R$ 5 ou R$ 2 em qualquer feira livre antes mesmo do lançamento nos cinemas”, comenta o empresário, que costumava cobrar R$ 10 por filme alugado, por dois dias.

A Home Video foi inaugurada em 1987, e na época começou no mercado alugando fitas de videocassete. Depois, a rede abriu mais três lojas. Durante os melhores dias, as lojas chegaram a ter 27 mil títulos, a grande maioria clássicos — inclusive filmes de arte e europeus. Pela quantidade e qualidade da coleção, a franquia conseguiu resistir mais alguns anos.

"A internet e a TV paga oferecem muita coisa, mas é um mundo guiado pela audiência”, afirma Hermínio em relação à transformação do mercado. Além disso, segundo o empresário, a tecnologia e a pirataria transformaram a mídia gravada em discos em um produto descartável e sem valor.

Em 2006, o Estado de São Paulo teve cerca de 3 mil locadoras. No entanto, o número caiu pela metade em 2011 e continua encolhendo. Agora o público prefere a comodidade de alugar pela TV ou pela internet sem a necessidade de sair de casa. 

Cupons de desconto TecMundo: