(Fonte da imagem: Reprodução/HBO)

O primeiro episódio da terceira temporada de Game of Thrones foi o produto de entretenimento mais pirateado de todos os tempos. E também é uma ótima maneira usada pelos hackers para disseminar malwares nos computadores de espectadores loucos para saber as últimas novidades de Westeros.

De acordo com um relato do site PC Mag, os métodos mais utilizados são os downloads adicionais, que se aproveitam da ansiedade dos fãs para incluir arquivos extras que acabam infectando o computador. De acordo com o especialista Satnam Narang, da Symantec, incluir uma praga virtual em um arquivo de vídeo é impossível. Portanto, fique esperto com os dados que acompanham a mídia em si.

Outra artimanha bastante popular é a compactação do episódio nos formatos ZIP ou RAR ou arquivos de texto que solicitam o download de um codec adicional para assistir a Game of Thrones. Em ambos os casos, a recomendação é não baixar nenhum dado extra e sempre observar a fonte do download.

Cuidado com a polícia

A PC Mag lembra ainda o “envenenamento de torrents” executado antes pela HBO, com o seriado “Roma”. Na época, a emissora disfarçou arquivos para se passar como episódios da série em uma tentativa de identificar os adeptos da pirataria. Outra iniciativa foi incluir arquivos corrompidos, gerando uma série de downloads inúteis.

Lembre-se sempre: baixar conteúdos protegidos por direitos autorais é ilegal, além de constituir uma operação de risco para o computador. Se mesmo assim você for fazer isso, certifique-se de ter um antivírus sempre atualizado e um PC protegido por firewall.

Cupons de desconto TecMundo: