(Fonte da imagem: Thinkstock)

No final de 2011, em uma operação rápida e secreta, uma das mais famosas equipes de distribuição de material pirata pela internet, a iMAGiNE, foi descoberta e teve as atividades bruscamente encerradas – isso porque seus membros foram todos detidos e julgados.

Na última semana, foi divulgada a sentença de mais um acusado: o administrador de sistemas Gregory Cherwonik foi condenado a 40 meses de prisão e a pagar uma multa de US$ 15 mil para a MPAA (órgão que representa as gravadoras nos EUA), um recorde de tempo atrás das grades quando o assunto é compartilhamento ilegal de arquivos.

Cherwonik ainda ficará três anos em liberdade condicional, ficando impossibilitado de possuir qualquer eletrônico capaz de reproduzir ou distribuir materiais com direitos autorais. A pena foi maior que a de dois de seus colegas, já que o rapaz tinha um posto superior no grupo. Outros dois serão julgados no ano que vem.

Fim de um gigante

O iMAGiNE, que há pouco tempo era um dos mais ativos no mundo dos torrents, foi considerado responsável por 41% dos áudios (o que inclui também os filmes) em inglês pirateados entre os meses de  setembro de 2009 e 2011.

O documento policial divulgado relata até alguns dos métodos usados para piratear filmes: capturar a imagem de cinemas em um lugar e gravar o áudio em alta qualidade separadamente, a partir de outro tipo de equipamento.

Cupons de desconto TecMundo: