(Fonte da imagem: Reprodução/TorrentFreak)

Uma apresentação da RIAA (Recording Industry Association of America), que foi disponibilizada na internet sem a autorização da associação, revela que o compartilhamento de arquivos não é a principal fonte de aquisição de conteúdo de forma ilegal nos Estados Unidos.

De acordo com a apresentação, pelo menos 65% das violações de direito autoral ocorrem a partir da comercialização de conteúdo de forma offline. O relatório mostra ainda que sites como o Megaupload, por exemplo, representam uma pequena parte do problema.

Em abril deste ano, representantes da RIAA haviam afirmado que a queda nas vendas de músicas se dava em função direta do compartilhamento de músicas via P2P, mas o relatório aponta que não é exatamente isso o que acontece.

Pelo menos dois terços das músicas adquiridas nos EUA não são pagas. Entretanto, a comercialização de músicas offline é um problema maior do que qualquer outra forma online de pirataria. Entre todas as músicas adquiridas de forma ilegal, menos de 30% vêm do compartilhamento de arquivos via P2P.

Fonte: TorrentFreak

Cupons de desconto TecMundo: