(Fonte da imagem: Reprodução/PayPal)

Nas últimas semanas, o PayPal vem cortando o suporte a sites de hospedagem famosos por ter medo de ver seu serviço relacionado à pirataria. Entre as páginas que deixaram de contar com a opção estão o MediaFire, Putlocker e o DepositFiles.

As preocupações envolvendo conteúdos ilegais fizeram com que o serviço de pagamentos digitais mudasse seus termos de serviço, que passaram a ser muito mais restritos, chegando até mesmo a violar a privacidade de seus usuários. Segundo o TorrentFreak, companhias como o Cyberlocker estão desapontados com o que consideram uma verdadeira caça às bruxas contra suas atividades.

Ações do tipo se tornaram algo comum após o Megaupload ter sido fechado pelo governo norte-americano, situação que serviu de alerta para outros sites de hospedagem. Organizações como a RIAA veem serviços do tipo como uma ameaça às suas atividades, o que resultou em diversas ações legais contra eles.

Invasão de privacidade

O Putlocker foi um dos principais afetados pela decisão do PayPal, já que há três meses teve sua conta no sistema totalmente congelada. “Eles basicamente queriam acesso ao recurso que monitora os arquivos sendo enviados, além da capacidade de obter a lista de arquivos de qualquer usuário, violando os termos de privacidade que eles possam ter escolhido”, afirmou um dos administradores do site ao TorrentFreak.

“Essa é uma completa invasão de privacidade por parte do PayPal, e não é do interesse deles saber quais arquivos os usuários mantêm em suas contas. Já temos uma política séria para lidar com abusos e não achamos que uma companhia terceirizada tem o direito de espionar nossos usuários”, complementou a empresa.

Fonte: TorrentFreak

Cupons de desconto TecMundo: