Após anos de negociações, na última quinta-feira (7 de julho) os provedores de acesso dos Estados Unidos chegaram a um acordo com gravadores e estúdios de Hollywood relacionado aos usuários que fazem download ilegal de conteúdo pela internet. A partir da decisão, pessoas que realizarem tal ação serão alertadas e poderão ter a velocidade de conexão diminuída.

Segundo reportagem do The New York Times, serão enviados diversos avisos aos usuários antes de medidas mais drásticas entrarem em vigor. Caso uma notificação seja ignorada, os provedores podem tomar uma série de providências na tentativa de evitar a realização de novas transferências ilegais.

A nova medida não permite que os provedores encerrem a conta de quem for pego baixando músicas e filmes protegidos por direitos autorais, tendo como objetivo principal a educação dos usuários. Porém, tal situação não é totalmente descartada, já que os fornecedores de internet podem encerrar a qualquer momento o contrato de quem não seguir os termos estipulados durante a contratação do serviço.

Serviços integrados

A decisão de punir usuários está relacionada às novas estratégias dos provedores de internet norte-americanos, muitos deles partes de grupos de comunicação gigantescos. Além de fornecer conexão com a internet, a intenção é ganhar dinheiro oferecendo o download pago de arquivos multimídia.

Segundo Eric Garland, do site BigChampagne, responsável por monitorar o tráfego de mídias pela rede mundial de computadores, atualmente o crescimento dos provedores depende da oferta de diversos conteúdos integrados. “Eles não querem ser somente utilidades que fornecem acesso à Internet, mas também distribuidores de conteúdo de qualidade”, afirma o analista. Assim, não é surpreendente um maior alinhamento com as políticas de controle estabelecidas por gravadoras e estúdios.

Como funciona o novo sistema

O novo sistema de notificações já está em vigor, e deve modificar de forma importante a maneira como os consumidores dos Estados Unidos acessam a internet. Confira abaixo as etapas do novo processo:

  • Caso o provedor identifique a realização de algum download ilegal, deve enviar um aviso por email para o usuário;
  • As notificações possuem seis níveis de gravidade, que aumentam conforme a pessoa ignora os avisos recebidos;
  • A qualquer momento, o assinante do serviço pode entrar em contato com o provedor para discutir a decisão tomada;
  • Caso o usuário ignore de quatro a cinco notificações, pode passar a sofrer modificações na velocidade de internet. Nos casos mais graves, a capacidade de navegação é interrompida durante determinada quantidade de tempo;
  • Para reestabelecer o serviço, o usuário deve reconhecer que recebeu e leu os avisos, se comprometendo a evitar o download de arquivos ilegais. Caso volte a recorrer na ação, o processo de notificações se inicia novamente.

Cupons de desconto TecMundo: