Até agora, a Justiça, os estúdios de Hollywood e a indústria fonográfica eram os grandes nomes na eterna batalha contra a pirataria. Esta semana, no entanto, um novo gigante resolveu se meter no assunto para dificultar a vida de quem opta por baixar arquivos e produtos ilegais. Isso porque a Cogent Communications resolveu, de forma bastante silenciosa, bloquear o acesso a diversos sites famosos por facilitar o download desse tipo de material.

O mais provável é que a empresa não seja uma grande conhecida do público geral, já que ela trabalha nos bastidores da internet, mas isso não significa que a companhia não tem uma influência absurda sobre a forma como a web opera. Afinal estamos falando de uma das maiores marcas globais de fornecimento de internet e da dona de um dos principais backbones utilizados pelos provedores ao redor do mundo.

A Cogent não falou nada sobre o assunto ou mesmo reconheceu que está realizando algum tipo de bloqueio

A Cogent não falou nada sobre o assunto ou mesmo reconheceu que está realizando algum tipo de bloqueio a páginas específicas da rede, mas os relatos de internautas de toda a parte do globo – coletados pelo TorrentFreak – mostram que a ação é bastante real. Segundo o portal especializado na cena torrent, os usuários de conexões originadas no backbone da Cogent passaram a não conseguir mais carregar sites como The Pirate Bay, Megashare e mais uma dezena de endereços dedicados à pirataria.

Como todas os serviços afetados utilizam o sistema da CloudFlare para se proteger de ataques do tipo DDoS, a teoria levanta pelo público é que a provedora de internet utilizou os IPs da plataforma de proteção para limitar o acesso ao conteúdo ilegal. Por enquanto, muita gente está recorrendo ao uso de VPNs para burlar a medida, mas não se sabe ainda quais podem ser os próximos passos da Cogent para refrear o avançado dos sites de torrent. Você andou sofrendo com isso nos últimos dias? Deixe o seu comentário mais abaixo.

Cupons de desconto TecMundo: