Quando sua máquina estiver se comportando de maneira demasiadamente estranha, tomando ações por conta própria ou não respondendo às suas ações é melhor tomar cuidado, você pode estar sendo vítima de um invader! “Riskware: Invader” ou “Tipo do Vírus: Invasor”, isso parece ser ruim, mas o que seria, como ele age e qual a melhor maneira de se defender?

Terrorismo Virtual!

Na definição do termo, o ato de invadir consiste em entrar em um determinado espaço à força. Como em um assalto, os residentes são rendidos enquanto os invasores tem a liberdade de fazer o que bem entendem com a casa. Claro que isto não coincide com a vontade dos donos e que esta ação abominável consiste em um ato criminoso.

Um “Invasor” de computador tem as mesmas características básicas, com a exceção de que o invasor não precisa estar fisicamente no domínio invadido. Tudo ocorre através da rede, mas o dono se sente tão impotente quanto em um sequestro. O invasor tem acesso a tudo que ocorre na máquina: seus arquivos e pastas, às entradas do teclado e inclusive ao que passa na tela do seu monitor.

Como ocorre uma invasão?

Não deixe eles entrarem!O invasor precisa do seu endereço de IP e da confirmação da sua máquina antes de invadir seu espaço. Um IP pode ser obtido facilmente através de uma conversa por chat ou de outros meios tão discretos quanto imperceptíveis, mas para obter a confirmação da máquina que o usuário precisa executar algum arquivo dentro do PC.

Não seria uma confirmação exatamente, mais precisamente é uma abertura necessária para que o invasor possa entrar. Ele sempre aparece de maneira discreta e muito bem disfarçado, eventualmente roda junto de outros programas sem levantar quaisquer suspeita. Infelizmente, é sempre o invasor quem deixa a porta aberta neste caso.

Precauções

Não é preciso ficar com medo e nunca mais baixar programas da internet, o Baixaki que o diga, basta manter sua máquina sempre bem protegida e atualizada. Utilizar a última versão disponível do Service Pack é o primeiro passo (SP3 para o XP e SP1 para o Vista). O segundo é jamais abrir mão de um antivírus de eficiência reconhecida (AVG ou Avast! são bons exemplos). O terceiro é atualizar seu sistema operacional e seu antivírus sempre que solicitado, pois estes malwares se renovam constantemente.

O “não aceitar doces de estranhos” também é válido para os computadores, neste caso, não aceite programas de estranhos, principalmente dos estranhos insistentes. No mais, ficar de olho no que o seu antivírus aponta também é positivo. O aviso de um Invader (ou invasor) ao abrir um programa deve sempre ser cancelado, salve exceções quando o processo é apontado como inofensivo pelo Baixaki.

Cupons de desconto TecMundo: