(Fonte da imagem: Reprodução/Philips)

Carpetes normalmente parecem uma ótima ideia, sem uma verdadeira necessidade de renovação – pelo menos se você desconsiderar a inevitável hora em que terá que botar a mão na massa com seu aspirador de pó. Normalmente, essas felpudas coberturas de chão são colocadas no lugar e ficam eternamente ocupadas em sua única tarefa: juntar sujeira. No entanto, isso pode estar prestes a mudar.

A Philips anunciou recentemente uma parceria com a companhia de materiais para pisos Desso para desenvolver carpetes transmissores de luz, com iluminação por LED integrada ao seu tecido. A novidade pode ser utilizada de diversas formas, sendo a principal delas a criação de novas maneiras de sinalização, seja na forma de setas de orientação, logotipos ou textos – algo que seria extremamente útil em ambientes como aeroportos.

Imagens montadas para ilustrar melhor a ideia mostram um carpete direcionando pessoas para a área de coleta de bagagens de um terminal aéreo. O tecido poderia ser programado para enviar o público para áreas diferentes, de forma muito mais flexível que a sinalização estática. Além disso, ele também poderia ser utilizado para indicações temporárias, como para mostrar as saídas de emergência mais próximas em aviões e cinemas.

(Fonte da imagem: Reprodução/Philips)

Posso ter em casa?

Pensando na linha de iluminação inteligente para residência já criada pela Philips, conhecida como Hue, também seria perfeitamente possível integrar a novidade a esse ambiente, permitindo controlar tudo por meio de um aplicativo para smartphones. Outro uso interessante para a ferramenta seria em hotéis e lojas de varejo, em que os carpetes iluminados poderiam servir tanto para ambientação quanto para fornecer informações.

“A tecnologia tira vantagem da tendência que as pessoas têm de se guiarem pelo chão quando estão passando e interagindo com um espaço. Ela traz informação, direcionamento, inspiração e segurança por meio do carpete pelo qual você caminha”, afirmou Ed Huibers, diretor de marketing e vendas da Philips.

(Fonte da imagem: Reprodução/Philips)

Por enquanto, a parceria entre as duas companhias está limitada apenas para Europa, Oriente Médio e África. Ambas as empresas ressaltam que, mesmo que as imagens liberadas sejam apenas ilustrações do conceito, o produto é real e deve ser lançado já em 2014. Ainda não existem informações sobre o nome que a tecnologia vai receber, mas você pode ver mais imagens na galeria abaixo.

Cupons de desconto TecMundo: