Pesquisadores da Universidade de Beihang, liderados pelo cientista Kesong Lui, estão desafiando a força da gravidade. O mais novo estudo desenvolvido por essa equipe mostrou que é possível bombear água cano acima usando apenas uma substância hidrofóbica e a própria energia contida na tensão superficial do líquido.

O procedimento, visto no vídeo acima em tempo acelerado, funciona da seguinte maneira: um pequeno tubo com uma curva em 90 graus na parte de cima é preenchido com uma certa quantidade de água. A parte inferior do caninho possui uma malha minúscula de cobre recoberta por uma substância que repele a água, conhecida como hidrofóbica. Assim que gotículas do líquido são inseridas pela malha de cobre, a água encontrada dentro do tubo começa a subir lentamente até escapar pela curva na parte superior.

A ciência por trás do processo

Quando as gotículas de água são inseridas pela malha, a tensão superficial é quebrada e é essa energia que, com a ajuda da substância hidrofóbica, empurra o conteúdo do tubo para cima. Antes que todos saiam comemorando por aí achando que agora bombas elétricas ou nossa força física somada ao uso de baldes não serão mais necessários para carregar água para lugares altos, é bom ressaltar que esse método foi capaz de elevar o líquido por apenas um centímetro em um espaço bastante limitado.

Então, qual é a utilidade de um método desses? A microfluídica pode se beneficiar muito com essa descoberta, pois ela proporciona maior força de impulso que ações capilares normais. Novos dispositivos de testes microscópicos em folhas de papel devem ter um enorme ganho tecnológico graças a essa pesquisa, que ainda deve dar passos maiores com o tempo.

Cupons de desconto TecMundo: