(Fonte da imagem: ThinkStock)

Tirar fotos por aí e enviá-las para seus amigos por email ou mensagens privadas é uma prática mais do que comum – mas quando os retratos são de nudez, aí é outra história. A prática é chamada de sexting e está cada vez mais frequente, de acordo com uma pesquisa realizada em vários colégios de Houston, nos Estados Unidos.

O resultado obtido afirma que 28% dos entrevistados, estudantes de sete escolas públicas diferentes e com média de idade de 16 anos, já enviaram mensagens contendo uma foto com nudez, enquanto mais da metade já recebeu essa proposta. Um dos professores envolvidos na pesquisa, Jeff Temple acredita que esses dados significam uma oportunidade para uma conversa entre pais e filhos sobre o assunto.

Além disso, entre os mil estudantes pesquisados, a grande maioria se mostrou desconfortável quando recebem essa proposta, especialmente o público feminino, maior alvo dos pedidos. Os números são muito maiores que os pesquisadores previam, já que apenas dados antigos eram usados como efeito de comparação.

De acordo com os pesquisadores, o sexting também está bastante relacionado como a atividade sexual desses adolescentes. Em outras palavras, quem já mandou mensagens com fotos eróticas tende a manter relações sexuais mais cedo. O artigo completo com o estudo pode ser lido clicando aqui.

Fonte: TIME

Cupons de desconto TecMundo: