Ampliar (Fonte da imagem: Divulgação/Sony)

Um estudo realizado pelo instituto BCS (Chartered Institute for IT) constatou que há fortes ligações entre acessar aparatos tecnológicos e o bem-estar. Isso quer dizer que mais acesso a gadgets e outros aparelhos de comunicação podem deixar as pessoas muito mais felizes do que elas imaginam.

De acordo com o site da rede BBC, a pesquisa ouviu mais de 35 mil pessoas ao redor do mundo. Ainda, segundo o estudo, mulheres nos países em desenvolvimentos e pessoas de ambos os sexos com baixo índice de educação e renda são as mais influenciadas emocionalmente pelo acesso à tecnologia.

Esse resultado é devido às mulheres ocuparem um papel mais central na organização das famílias e em outras redes de contato. O pesquisador do Trajectory Partnership, Paul Flatters, também formulou uma hipótese de que as mulheres nos países em desenvolvimento são mais influenciáveis pelos aparatos tecnológicos por causa da liberdade que eles oferecem, o que as permite contrapor a opressão que, em geral, elas sofrem em suas sociedades.

O mesmo estudo ainda aponta que a correlação “tecnologia x felicidade” não diminui com a idade. E todos esses resultados vão contra as visões de importantes cientistas sociais, como Yair Amichai-Hamburger (cientista israelense de Centro de Pesquisas de Psicologia e Internet), que declarou à revista New Scientist que o aumento da tecnologia resulta em um impacto negativo na qualidade de vida das pessoas, prejudicando o desempenho profissional e seu tempo livre.

Você compartilha a opinião de quem?

Cupons de desconto TecMundo: