(Fonte da imagem: Herald Tribune)

Policiais do estado norte-americano da Flórida desenvolveram um estudo nada convencional sobre a eficiência do Intoxilyzer 8000, um primo rico do nosso bafômetro. Para mostrar que os resultados são corretos, 15 empregados do Florida Department of Law Enforcement (FDLE) passaram várias tardes bebendo e jogando conversa fora, além de testar o aparelho.

Cada funcionário precisava registrar níveis diferentes de embriaguez para mostrar que o aparelho calculava com exatidão a quantidade de álcool no sangue. A pesquisa mais legal do mundo durou três dias e custou aos cofres públicos o equivalente a R$ 14 mil, sendo que cerca de R$ 550 foram gastos com as bebidas alcoólicas consumidas pelos agentes da lei.

Recentemente, a eficiência do bafômetro comum foi contestada pela população, pois ele estaria detendo motoristas demais por dirigir sob o efeito de bebidas alcoólicas. De acordo com o Herald Tribune, o teste foi gravado e uma amostra do sangue dos policiais foi retirada para comparar com os números do Intoxilyzer.

Cupons de desconto TecMundo: